Ana Seara

Ana Seara, compositora, nasceu em 1985 e iniciou os seus estudos de música no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, onde terminou com distinção o único Curso Complementar de Composição Complementar ministrado em Portugal e o Curso Complementar de Piano. Em 2007, concluiu a Licenciatura em Composição ESML – Lisboa, com uma média final de 19 valores. Com a sua peça Discursos concorreu à primeira edição do Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim, obtendo uma Menção Honrosa na categoria de Música de Câmara e em 2007 venceu o 2o prémio da categoria “Música de Orquestra” da 2a edição deste mesmo concurso com a peça Perpétuité. Ainda em 2007 compôs Opalescências – encomenda da Antena2 (peça obrigatória para oboé, nível superior, do Prémio Jovens Músicos 2007) – e Três Telas de Barcelona – para a OrchestrUtopica, estreada no auditório da Culturgest Lisboa. Foi premiada no 3o concurso internacional de composição do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, nas categorias de música de câmara, com o 2o Prémio e música de orquestra, com o 1o Prémio, com as peças Poema, Mensagem e Le Foncé ciel de la Nuit Glacée, respectivamente. Participou, também, no II Atelier de Leitura para Jovens Compositores da Orquestra do Algarve com a obra Mudra (2008). Esta obra foi seleccionada para fazer parte da temporada 2008/09. Terminou, em 2010, a sua tese de Mestrado em Composição na Universidade de Évora com nota final de 18. Teve várias encomendas, entre elas, pela Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, pela Orquestra Sinfonietta de Lisboa e pelo Grupo de Música Contemporânea de Lisboa. Foi autora e organizadora dos Encontros Internacionais Música Nova I e II – painéis de discussão, workshops e recitais de música contemporânea, com a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras. Participou no I Painel de Leitura do Sond’Ar- te Electric Ensemble e no 1o Fórum para Jovens Compositores do Sond’Ar-te Electric Ensemble. Foi assistente de produção do Prémio Jovens Músicos 2011 e do Festival Jovens Músicos, promovido pela Antena 2. É convidada, pelo grupo docente de Composição da ESML a integrar uma candidatura para o Workshop de Composição para Voz orientado por Luca Francesconi organizado pelo Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito da ENOA (European Network of Opera Academies). Foi selecionada e apresentou, com a Orquestra Gulbenkian e Maestro Francesconi, um novo trabalho para mezzo-soprano e orquestra, em setembro de 2012. No final de 2012, Ana foi para Itália, para uma série de 5 concertos / conferências estreando uma obra para violino solo, encomenda da Fondazione Adkins Chiti: Donne em Musica. Foi nomeada para o 1o Prémio Jovem Compositor do Festival de Música de Verbier. Participou no Workshop de Ópera de Câmara, no Centro de Música de Budapeste, com Peter Eötvös e Luca Francesconi, promovido pela Fundação Peter Eötvös. Entre outros, durante a temporada de 2013/2014, teve concertos em Itália, estreia de peça para quarteto de saxofones, encomendada pela Fondazione Adkins Chiti: Donne em Musica e uma nova obra encomendada pela Orquestra Gulbenkian. Como bolseira e a convite da Fundação Calouste Gulbenkian, Ana tem participado em iniciativas da ENOA em Ghent – Bélgica (dezembro 2013, maio 2014 e dezembro 2014), no Festival Aix-en-Provence – França em junho e julho de 2015, e Munique (abril 2016). Ana Seara foi a Jovem Compositora Residente da Casa da Música – Porto na temporada 2014, tendo estreado obras com o Remix Ensemble e a Orquestra Sinfónica Casa da Música. Entre outros projetos musicais, Ana estreou duas novas obras em 2015 no Porto, Almada, Lisboa e Oslo. Em dezembro último participou numa produção de ópera no Queen Elisabeth Music Chapel, Bélgica. Tem, como projetos futuros e entre outros, a composição de uma nova ópera de câmara e outro projeto de ópera para crianças. Ana trabalha, também, como Diretora Pedagógica na Academia de Música de Lisboa, onde leciona Formação Musical, ATC, História da Cultura e das Artes.